Alunos dão show e deixam claro sucesso do projeto logo na primeira competição disputada.

O Projeto Lutar e Vencer – CBKI começa a dar mostras de força logo na primeira competição, cerca de 70 atletas de varias idades foram representar Projeto na Copa São Paulo de Karatê Interestilos, o principal evento da modalidade na cidade de São Paulo, e de cara ficaram com o terceiro lugar na competição.

O Projeto funciona na Vila Olímpica Mario Covas há pouco mais de 5 meses e nesse curto espaço de tempo conseguiu reunir ótimas histórias de vida e a garra de quem buscava uma oportunidade, a soma de tudo isso resultou em jovens que sonham com um futuro no esporte até idosos que encontraram nova motivação também pelos caminhos do esporte.

Thais Valente de apenas 10 anos é ótimo exemplo, medalha de bronze no Campeonato Paulista, moradora do Projeto AMEM de Cotia, encontrou no Karatê mais que um esporte, encontrou um caminho para a disciplina, um lugar repleto de amigos e carinho.

“Eu amo o karatê, amo o projeto, vim hoje acreditando que eu ia vencer. Dei tudo de mim no tatame, olhava no olho da menina e não fiquei com medo”. Conta a pequena e corajosa Thais.

Sonia Maria era uma vencedora antes mesmo de entrar nos tatames, com 61 anos, era a atleta com mais idade do evento, freqüentadora do projeto apenas há 4 meses, foi campeã nas lutas, e também ficou com a quarta melhor apresentação dos movimentos do Karatê, o Katá.

“Não tomo remédio nenhum para depressão, diabetes, pressão, hoje sou muito mais feliz. Ganhei medalha de quarto lugar no katá e 1º lugar na luta. Dei tudo de mim e minha família esta muito orgulhosa”. Avalia Sônia.

Os alunos já começam a se preparam para o próximo torneio que será no dia 16 de março, a Copa Piracicaba de Karatê, e novamente a CBKI colocará um ônibus a disposição para levar a equipe do Projeto Lutar e Vencer.

Informações a Imprensa:

1° Ponto Comunicação!

11.3589.6303